HBSIS
 Empresas recorrem a tecnologia para obter informações sobre frotas durante greve
Empresas recorrem a tecnologia para obter informações sobre frotas durante greve

Já chega ao quarto dia a greve de caminhoneiros no Brasil, por conta do aumento do preço do combustível. A paralisação, que afeta 20 estados, causa impactos na rotina de milhares de negócios, prejudicando o abastecimento de mercadorias em centenas de setores da economia do país. Diante deste cenário, a tecnologia tem sido a principal aliada das empresas para a obtenção de informações sobre cargas e frotas.

Fabiana Reinert, gerente comercial da HBSIS, empresa especializada no desenvolvimento de soluções de gestão para o setor logístico, diz que o principal ganho é a obtenção de informações precisas. “Grandes empresas, que são líderes em seus segmentos, contam com milhares de veículos em trânsito e precisam ter dados sobre a situação de cada um deles. Como o sistema é mobile e acessado via web, podem manter o contato com os motoristas, obtendo notícias e dados precisos sobre a situação e até mesmo realizando ações para garantir mais segurança para a equipe e a mercadoria”, diz.

Cargas refrigeradas são o maior desafio

Para o setor alimentício, a paralisação não impacta apenas em atrasos, mas pode registrar perda de produtos, especialmente os que necessitam de refrigeração. Neste caso, Fabiana destaca que sistemas de monitoramento auxiliam na tomada de decisão. “Com o acompanhamento em tempo real de todas as informações referentes à situação do veículo, é possível agir proativamente e repassar instruções para as equipes em campo”, comenta.

Com o uso da tecnologia, há também a possibilidade de manter o cliente da ponta informado sobre a situação das entregas. “Nestes últimos dias acompanhamos o trabalho das empresas que utilizam nossa Plataforma de Soluções Logísticas e com os dados registrados e extraídos dos sistemas, graças à comunicação entre central e frota, elas tem reduzido o impacto dos atrasos sobre o relacionamento com seus parceiros”, finaliza a executiva da companhia.